:) BLOG

FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA MICROLINS E PELO MUNDO

19 de março de 2019 • 18h21 • atualizada 19 de março de 2019
O que é SEO e por que é importante para o marketing digital?

O que é SEO e por que é importante para o marketing digital?

Marketing Digital

As empresas estão vivenciando uma importante transformação digital, e atualmente as marcas e organizações buscam maneiras de alcançar o seu público-alvo também na internet. Como resultado, é perceptível a força que o marketing digital e as suas ferramentas ganharam nos últimos anos, marcando a preocupação em encontrar soluções para construir um relacionamento positivo com os usuários. Dentre os recursos mais utilizados, destaca-se o SEO, uma abordagem que ajuda a conquistar um engajamento positivo de maneira orgânica, apoiando-se nos mecanismos de busca on-line. Aqui, nós explicamos o que é Search Engine Optimization e de que maneira pode impactar o alcance do seu site. Acompanhe.

Afinal, o que é SEO?

A sigla SEO corresponde à expressão inglesa Search Engine Optimization, ou Otimização de Mecanismos de Busca, em tradução literal. De uma maneira bem simples, esse mecanismo consiste no aumento de acessos e cliques em um site, blog ou página da web usando um conjunto de técnicas e estratégias específicas. Essa otimização tem como objetivo melhorar o posicionamento desses endereços nos sites de busca - como Google e Bing, por exemplo - e garantir que o usuário chegará até eles com maior facilidade e de maneira orgânica ao realizar uma determinada pesquisa. Em resposta, o site ganhará maior volume de tráfego e a marca irá mais longe, alcançando um número ainda maior de usuários.

Como fazer a SEO

Focado em aumentar o volume de tráfego orgânico em uma página da internet, a SEO garante maior visibilidade a um determinado conteúdo, mas engana-se quem pensa que essa estratégia é de fácil execução. A Search Engine Optimization é pautada na inclusão de palavras-chave estratégicas, tanto na url de um site quanto no texto que configura-se como seu conteúdo principal.

Assim, é papel do desenvolvedor e do administrador de uma página web incluir nas suas mega tags expressões relevantes para o nicho de mercado em que a marca atua, certificando-se de que os mecanismos de busca irão compreender com facilidade qual é o segmento do conteúdo explorado naquele endereço. O mesmo vale para o conteúdo que será produzido. É necessário estar atento e usar palavras-chave amigáveis nos textos que compõe a página, sejam eles fixos ou postagens em blog, por exemplo.

Como resultado, haverá uma melhor percepção sobre quais são os conteúdos que um determinado site pode oferecer ao usuário, otimizando a busca por informações ou produtos, o que significa um maior número de cliques. :) A dinâmica é, portanto, extremamente positiva para as páginas on-line: se há um bom trabalho de SEO, será possível conseguir um aumento considerável de visibilidade e uma conversão ainda maior.

No entanto, não se esqueça! O que define, de fato, a presença do seu endereço entre os primeiros resultados nos sites de pesquisa é a relevância das palavra-chave que você está utilizando. Por isso, esteja consciente das necessidades básicas do seu projeto do perfil dos usuários que tendem a consumi-lo - e quais são os seus hábitos de busca.

Tipos de busca

Além de se preocupar com as palavras-chave que você utilizará, é fundamental estar de olho na maneira como seu usuário principal busca por novas informações na internet, ou seja, quais são os resultados que ele espera. Portanto, compreender qual a intenção do usuário ao realizar uma pesquisa pode ser a base para construir uma SEO eficiente e adequada para gerar maior engajamento. Abaixo, confira os três principais tipos de busca on-line e perceba suas diferenças.

Pesquisa ou busca navegacional

A pesquisa classificada como navegacional é extremamente comum e realizada por um usuário que já sabe exatamente qual é o resultado que deseja. Normalmente, são situações em que ele está “com preguiça” de digitar uma url completa, por exemplo, ou não consegue lembrar exatamente qual é o endereço correto para acessar um site específico. É comum realizar a pesquisa com o nome do site e uma palavra-chave estratégica, como “Microlins blog SEO”, por exemplo, se você desejar resgatar esse texto depois da leitura. Ainda, é importante não se esquecer de que nesse caso o usuário já tem a sua busca pré-definida e dificilmente irá clicar em outros resultados.

Pesquisa ou busca informacional

A pesquisa informacional acontece quando o usuário está buscando por informações ou curiosidades relacionadas a um tema específico. Normalmente, ele já imagina qual é o conteúdo que está buscando e quais são os questionamentos que ele deseja responder, mas ainda não conhece o endereço onde irá encontrá-lo - pode ser um site de notícias renomado, um blog institucional ou páginas diversas. Aqui, os benefícios do ranqueamento orgânico são extremamente interessantes, já que 90% dos usuários tendem a navegar entre os links que são exibidos na primeira página dos sites de busca. Portanto, quanto melhor for o trabalho de SEO realizado para o seu site, maior serão as chances de ele ser clicado nessa situação.

Pesquisa ou busca transacional

Por fim, a pesquisa transacional traz consigo uma especificidade interessante. Esse tipo de busca é feita por um usuário que tem a intenção de realizar uma transação, seja efetuar uma compra em um site de e-commerce, seja encontrar novas opções de lojas on-line, por exemplo. É considerada extremamente valiosa, sobretudo para os sites que pertencem ao segmento comercial.

E o Google, como funciona?

Uma questão que costuma aguçar a curiosidade é como o Google, considerado o maior site de buscas do mundo, é capaz de definir qual site é melhor ou não para ser exibido em sua primeira página. O questionamento é não só intrigante, mas essencial para compreender a importância das palavras-chave que nós já mencionamos. Confira.

SEO versus Links patrocinados

Essencialmente, há duas maneiras para conseguir elencar o seu site entre os primeiros resultados da plataforma. O primeiro é usando a SEO, ferramenta que garante a sua url no topo da página de buscas de maneira orgânica e sem qualquer gasto; o segundo é utilizando a opção de gerar resultados inorgânicos, ou seja, pagar um valor específico para manter o seu anúncio no topo das buscas para determinadas palavras-chave que o usuário utilizar.

Chamada de “links patrocinados”, essa alternativa é, sem dúvida, a mais rápida e prática para alcançar o topo. No entanto, como mencionamos, ela requer investimento monetário e, muitas vezes, essa não é uma opção para empresas e blogs menores. Além disso, depois de um determinado período de contratação, o anúncio é removido e o seu site deixa de estar entre os primeiros da lista. Outro ponto relevante que deve ser levado em consideração é que, apesar de usar expressões muito buscadas, o link pode nem sempre levar o usuário em direção ao conteúdo que ele está procurando, o que não resulta em uma conversão de fato relevante.

Por outro lado, a SEO ajuda a colocar o seu site entre os primeiros resultados de maneira orgânica e gratuita, garantindo que os mecanismos de busca irão notar a relevância do seu conteúdo. Ademais, também é notável a melhor recepção entre os usuários, já que eles irão casar as palavras-chave que ele buscaram com o conteúdo que você oferece.

Googlebot

Outra questão que você não deve deixar de conhecer para mandar bem no seu SEO é a maneira como o Googlebot funciona. Esse robozinho é responsável por ranquear os resultados para a plataforma, já que eles são pequenos “rastreadores”, ou seja, navegam pelos sites que estão nos seus servidores e leem os textos, suas imagens e palavras-chave para compreender qual é o foco de determinado conteúdo. Na sequência, ele percebe qual é a diferença entre os conteúdos que cada endereço on-line oferece e os reorganiza de maneira coerente, permitindo que aqueles com maior relevância sejam listados primeiro.

Meta tags

Como já mencionamos, as meta tags são fundamentais para garantir um bom ranqueamento, e por isso é necessário muita atenção na hora de listá-las e incluí-las no código do seu site. De uma maneira geral, essas tags atuam literalmente como “etiquetas” e facilitam o trabalho do Googlebot: levar o site de buscas a compreender com uma facilidade muito maior qual é o caráter do conteúdo que aquela página irá publicar frequentemente.

Conteúdo é fundamental

Por fim, é primordial ter em mente que todos os esforços para o tagueamento são importantes, mas eles não irão surtir efeitos se o conteúdo do seu site também não for otimizado. O seu conteúdo textual precisa ser pensado para levar em consideração as palavras-chave que são mais relevantes e específicas, destacando o seu site de maneira eficiente. Ainda, é necessário produzir um conteúdo de qualidade, valorizando informações bem apuradas e coerentes, sempre de acordo com o título que você escolher. Outra dica interessante é apostar em publicações constantes, já que a frequência de postagens também é um fator que é levado em consideração pelo Googlebot.

Percebeu como a SEO é uma ferramenta simples, mas muito eficiente para garantir um maior alcance ao seu site? :) O segredo é buscar novos conhecimentos na área, especializando-se em um curso voltado para a técnica, e dedicar-se a entender quais são as necessidades do seu público-alvo. Logo, o seu site estará com um ótimo ranqueamento e receberá cada vez mais cliques!

Se você gostou desse texto, aproveite e leia também:

Por que investir na sua educação é tão importante?

O que é melhor? Ser empregado ou empreendedor?

7 livros em inglês para te inspirar a praticar o idioma

Capacite-se na Microlins!

Conhecimento transforma o mundo! Os cursos da Microlins ajudam a impulsionar seu futuro de sucesso. Procure a unidade mais próxima e prepare-se para ir além.

COMENTÁRIOS

ESCOLAS

Procure a Escola Microlins mais perto de você!
©Microlins Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
Move Edu
Move Edu