:) BLOG

FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA MICROLINS E PELO MUNDO

04 de abril de 2019 • 11h42 • atualizada 04 de abril de 2019
Como elaborar um e-mail para uma vaga de emprego

Como elaborar um e-mail para uma vaga de emprego

Mercado de Trabalho

Atualmente, o mundo on-line se transformou em um meio de comunicação inerente às nossas atividades diárias, não é mesmo? Não por acaso, o mercado de trabalho se inspirou em algumas das suas praticidades e, consequentemente, tornou-se muito natural se candidatar a uma vaga de emprego pelo ambiente virtual. Nesse sentido, a carta de apresentação é um diferencial interessante, capaz de fazer o seu currículo se destacar na caixa de entrada dos recrutadores. O texto é elaborado quando um candidato se interessa por uma vaga e envia o seu currículo para a empresa por e-mail.

Na mensagem, é possível destacar sua personalidade, sua formação acadêmica e suas experiências profissionais, permitindo que o recrutador conheça um pouquinho sobre a sua trajetória e perceba que você se encaixa no perfil buscado pela empresa. Para te dar uma forcinha e ajudar você a se destacar ainda mais, nós organizamos algumas dicas bem simples, mas que são a chave para chamar a atenção para o seu currículo. Confira!

Esteja atento à estrutura da mensagem

Uma dica muito bacana é sempre abrir a carta de apresentação com um cumprimeiro cordial e educado. É necessário usar um início neutro, principalmente se você não tem certeza de quem receberá a mensagem. Nesse caso, a melhor solução são expressões como “prezado recrutador” ou uma saudação simples e eficiente, como “olá”. Evite ao máximo dar início ao e-mail com “bom dia” ou “boa tarde”, por exemplo, já que você não sabe que horas ele será lido.

Na sequência, apresente-se de maneira breve, em um texto com no máximo três parágrafos. É interessante mencionar logo no início da mensagem qual é a vaga do seu interesse ou qual a área na qual você gostaria de atuar quando a empresa estiver contratando novos colaboradores. Em seguida, destaque por que você se interessou por tal oportunidade.

No segundo parágrafo, conte um pouquinho sobre a sua formação e quais as suas habilidades que podem agregar à instituição. Aqui, é interessante destacar suas experiências e pontos positivos - principalmente aquelas que se adequam aos pré-requisitos da vaga. Por fim, mencione que você está à disposição para entrevistas ou demais questionamentos e agradeça a oportunidade de se candidatar.

Coloque informações realmente importantes

Se você está enviando um currículo para uma vaga específica, previamente divulgada pela empresa, é pertinente destacar qual é a vaga em questão logo no início do e-mail. Ainda, é fundamental focar em enfatizar de maneira direta no corpo do e-mail quais são as suas habilidades ou experiências que se encaixam com os pré-requisitos da oportunidade.

No entanto, se não há uma vaga pré-definida e você está enviando o seu currículo para o banco de talentos, é importante deixar claro qual é a sua área de atuação e se colocar à disposição para novas oportunidades. Na sequência, ainda é válido mencionar quais são as suas habilidades e principais referências profissionais que podem ser diferenciais.

Lembre-se também de que as suas competências listadas na carta de apresentação precisam estar alinhadas ao conteúdo do seu currículo. Também é muito bacana mencionar se você tem interesse pela trajetória da empresa e por sua área de atuação, contando que você acompanha o seu desempenho ao longo dos anos. Seja direto e breve, como por exemplo: “acompanho o segmento x em que a empresa atua há y anos e tenho grande interesse e vontade de contribuir”.

Nesse ponto, é válido construir um gancho para explicar como as suas experiências positivas ao longo da sua vida profissional podem trazer resultados benéficos nessa nova oportunidade. E não se engane: pontuar tais questões não é “puxar saco” da instituição, mas sim demonstrar que os seus interesses estão aliados aos da organização.

Ao final da mensagem, não se esqueça de agradecer e deixar os seus contatos bem visíveis, garantindo que o recrutador irá encontrar seu número de telefone com facilidade.

Se você está começando, destaque pontos interessantes

Caso você esteja dando os seus primeiros passos no mundo profissional, não se sinta desanimado por não ter experiências profissionais anteriores para mencionar na sua carta de apresentação. Se esse é o seu caso, aproveite o e-mail e o seu currículo para destacar outras vivências que você teve ao longo dos anos. Se você fez um estágio, destaque qual era a empresa, quais funções você desempenhou e por quanto tempo você desfrutou dessa experiência.

É muito interessante elencar outras habilidades ou questões que podem ser diferenciais, como cursos de curta duração ou o domínio de uma segunda língua. Intercâmbios também podem ser uma diferença bacana, assim como a atuação em serviços voluntários e ONGs, por exemplo. Use a carta para discorrer brevemente sobre tais experiências, sobretudo aquelas que se encaixam no perfil da vaga e da empresa.

O papel das indicações

Em algumas áreas, ser indicado para uma vaga pode, sim, ser um fator positivo e criar um bom gancho para dar início à sua carta de apresentação. Portanto, se você está enviando um currículo por causa da indicação de alguém, é muito bom colocar o nome de quem indicou você logo no início do e-mail. Mas atenção: só se deve fazer isso se a pessoa concordar, OK?

O assunto do e-mail é muito importante

Não é só porque o assunto de um e-mail seja algo extremamente breve que ele não tenha importância. É fundamental ser direto e claro ao preencher esse campo, garantindo que quem receber o seu currículo irá rapidamente identificar qual é a vaga do seu interesse ou qual é a sua área de atuação. Nesse caso, é muito válido seguir padrões, como “Currículo - vaga de designer gráfico” ou então “CV - departamento de marketing”, por exemplo. Mas não deixe de estar atento às recomendações da empresa para o processo seletivo; afinal, em alguns casos os recrutadores orientam os candidatos a colocar determinados assuntos específicos na mensagem.

Seja criativo

Se você tiver a oportunidade de personalizar a sua carta de apresentação, não deixe de fazê-lo, mas seja cuidadoso. Algumas áreas de atuação permitem uma maior informalidade, e brincar com as palavras ou fazer colocações interessantes pode ajudar você a se destacar e expor a sua criatividade e personalidade. Porém, em alguns setores, a seriedade é a principal característica. Esteja sempre atento sobre tais particularidades e faça brincadeiras com moderação.

Outro ponto interessante é procurar saber quem é o recrutador ou colaborador que irá receber o seu currículo. Mencionar o nome dele ou dela pode ser um bom diferencial e demonstrar o cuidado que você teve ao pesquisar sobre a empresa e a oportunidade.

Cuidado ao anexar o seu currículo

Além de escrever a sua carta de apresentação, também é ideal dedicar atenção ao anexar o seu currículo à mensagem. Tenha a certeza de que o arquivo pode ser facilmente aberto em qualquer computador ou dispositivo. Dê preferência por salvar o documento em formato pdf e evite sempre enviar arquivos em formatos que podem ser editados, como Word.

Igualmente importante é o nome do arquivo. Prefira colocar “CV_Nome Sobrenome”, garantindo que o seu currículo será facilmente identificado ao ser visualizado ou baixado pelo recrutador.

Revise a sua carta de apresentação

Erros de português podem ser extremamente ruins para a sua apresentação. Dessa forma, é fundamental revisar o seu currículo, checar se o nome do arquivo está correto, conferir se o assunto da mensagem está apropriado e rever o conteúdo da sua mensagem. Erros de português podem demonstrar falta de zelo com o seu trabalho, ou até mesmo ser um indicador de falta de atenção. É muito positivo pedir ainda que um amigo ou colega com bons conhecimentos da língua portuguesa leia o seu e-mail - muitas vezes, eles poderão achar um erro que passou despercebido por você!

Dicas: o que não fazer

  • Evite usar um e-mail pessoal com nomes extremamente pessoais ou apelidos; crie um e-mail profissional e use-o apenas para tal finalidade.
  • Cuidado com o tamanho da sua carta! Assim como o currículo, a concisão é fundamental, então não escreva mais de três parágrafos.
  • Não seja negativo sobre as suas habilidades. Se você não tem domínio da língua inglesa, não mencione. Frases como “não sou fluente em inglês” podem pegar mal e desclassificar o candidato.
  • Não cite números de documentos pessoais ou endereços extremamentes detalhados na carta de apresentação e no currículo. A mensagem e o arquivo podem cair em mãos erradas, e expor tais informações pessoais pode causar problemas.
  • Mencione qual é a sua pretensão salarial apenas se a empresa solicitar tal informação.

Uma boa carta de apresentação pode ser o diferencial que faltava para você trilhar um caminho com ainda mais sucesso no âmbito profissional! Não deixe de colocar as nossas dicas em prática e demonstrar para o recrutador quais são os seus diferenciais.

Se você curtiu esse texto, aproveite a visita ao nosso blog e confira também:

Como montar um currículo para vagas de estágio

Como se preparar para concursos públicos

7 erros que você não pode cometer no LinkedIn

Capacite-se na Microlins!

Conhecimento transforma o mundo! Os cursos da Microlins ajudam a impulsionar seu futuro de sucesso. Procure a unidade mais próxima e prepare-se para ir além.

COMENTÁRIOS

ESCOLAS

Procure a Escola Microlins mais perto de você!
©Microlins Todos os direitos reservados.
Avenida Bady Bassit, 4960 São José do Rio Preto - SP   |   (17) 3214-8699
Move Edu
Move Edu